Destaques

Artigos

DOOR - Dispositivo de Orientação Ortodôntica Reabilitadora. Parte I
Edição: 64 | Número: 4 | Ano: 2020 | Artigo

DOOR - Dispositivo de Orientação Ortodôntica Reabilitadora. Parte I

Atualmente, a odontologia tem enfrentado desafios relevantes no ambiente das reabilitações funcionais, voltando a atenção para atuar na perda de estrutura dental por hábitos parafuncionais e mudanças comportamentais, assim como para as consequências promovidas nas relações estéticas faciais, dentolabiais e de padrões funcionais. Nesse contexto, a ortodontia participa de forma protagonista no alinhamento tridimensional dos elementos nos arcos, ajustando inclinação e posicionamento, compensando extrusão e intrusão, e engrenando biomecanicamente o arcabouço oclusal. Entretanto, a questão mais latente nos dias atuais concentra-se na compreensão da fisiologia como mandatária do sistema, indicando a relação cêntrica como ponto de partida para a estabilidade funcional dos movimentos excursivos mandibulares e equilíbrio do desempenho neuromuscular em casos de alterações de DVO. Assim, o presente artigo tem como objetivo apresentar um dispositivo inédito, denominado Dispositivo de Orientação Ortodôntico Reabilitador (DOOR), cuja função é estabelecer provisoriamente a correta proporção dental, respeitando-se a proporção altura-largura já na “nova” DVO definida durante o planejamento setorizado, sobretudo determinando o posicionamento de bordo incisal dos incisivos centrais superiores, conferindo orientação ao trespasse vertical individualizado de acordo com sexo, padrão esquelético e idade do paciente, e ofertando previsibilidade na sequência reabilitadora em função do estabelecimento e da manutenção da posição condilar de tratamento, a relação cêntrica, desde o início das movimentações ortodônticas, com prognóstico favorável e, sobretudo, alto padrão conservador, por permitir o máximo possível de preservação de estruturas dentais sem que, desnecessariamente, elementos dentais sejam iniciados no ciclo restaurador, sendo submetidos posteriormente a somente desgastes estratégicos, para restaurações aditivas.
Luis Gustavo Barrotte Albino
Luis Gustavo Barrotte Albino
Reabilitação Estética e Func. Ass. Laminados Cerâmicos e Rest. Dir. em Res. Composta: Relato de Caso
Edição: 63 | Número: 3 | Ano: 2020 | Artigo
Reabilitação Estética e Func. Ass. Laminados Cerâmicos e Rest. Dir. em Res. Composta: Relato de Caso
Rafael Machado Tavares da Silva
Lesões Dentárias Traumáticas Anteriores: Tratamento Ultraconservador
Edição: 63 | Número: 3 | Ano: 2020 | Artigo
Lesões Dentárias Traumáticas Anteriores: Tratamento Ultraconservador
Jair Rodríguez-Ivich

Visão Clínica

Técnica de substituição natural de esmalte e dentina com o 2 and 2 Concept
Edição 64 /2020

Técnica de substituição natural de esmalte e dentina com o 2 and 2 Concept

INTRODUÇÃO

A evolução conceitual dos tratamentos de reabilitação oral vem acompanhada pela gradual transição da gnatologia clássica ao entendimento fisiológico do funcionamento do sistema estomatognático, suplantando conceitos dogmáticos empíricos e baseando-se exclusivamente em análises, estáticas e dinâmicas, da biomecânica natural. Todavia, entender os sinais clínicos (desgastes, trincas, fraturas, ausência ou migração dental, etc.), associados a padrões...

Luis Gustavo Barrotte Albino
Luis Gustavo Barrotte Albino